Gerações do Soledade II são refletidas na 5ª novena

A quinta noite do novenário da 24ª Festa de Sant’Ana, realizada ontem (26), teve como celebrante o Padre Francisco de Assis Silva Rodrigues de Lima, Capelão dos Hospitais. Intencionada aos grupos de Pastoral da Sáude, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral do Batismo e Terço dos Homens, o subtema da celebração foi “o perdão: instrumento para alcançar a serenidade de coração”.

Na homilia, o Padre Francisco Lima chamou a atenção da assembleia sobre as inúmeras gerações que passaram pela comunidade e contribuíram para o crescimento da Paróquia. “Esse ano Festa de Sant’Ana tem um tema voltado para a misericórdia e as gerações. E aí me vem à cabeça, quantas gerações não já passaram por aqui e contribuíram para o crescimento desta comunidade e desta festa?”, refletiu.

Ao término da novena o Padre Francisco chamou todas as avós para receber uma benção especial, já que no dia 26 de julho, dia de Sant’Ana e São Joaquim, também comemora-se o dia dos avós.

Em 2016 a Paróquia de Sant’Ana Soledade II traz como tema da festa da padroeira, “Sant’Ana: a misericórdia de Deus de geração a geração”. As novenas seguem até sábado, sempre às 19h30. O encerramento acontece no domingo, às 16h, com missa solene e procissão.

Missa com 3ª novena tem batismo de adultos

Na noite de ontem (24), domingo, o quarto dia da Festa de Sant’Ana teve missa com celebração da terceira noite do novenário e batismo de adultos. Dez cristãos da Paróquia receberam o Sacramento do Batismo em cerimônia presidida pelo Padre André Melo. A terceira novena ainda foi dedicada aos grupos Oficina de Oração e Vida, Mãos Ensaguentadas de Jesus, e Adoradores Leigos Filhos de Sant’Ana.

Batismo de Cristiane Silva. CRÉDITO: Ana Caroliny

Batismo de Cristiane Silva.
CRÉDITO: Ana Caroliny

As gêmeas Cristiane Silva e Karla Silva se prepararam em reuniões acompanhadas pela Pastoral do Batismo e professaram sua fé com o sacramento na noite de ontem. “Foi ótimo, porque nas reuniões aprendi coisas sobre a Igreja, a padroeira e a importância da Eucaristia. Hoje não tenho nem palavras para dizer o que sinto”, alega a nova cristã Cristiane.

Karla Silva não conseguiu conter sua emoção na hora em que foi batizada, emocionada, ela mencionou que se lembrou da filha de três anos durante o momento. “Senti alegria e emoção. Eu me batizei para poder batizar minha filha, então me lembrei muito dela nessa hora”, confessa a mãe recém-batizada.

Karla da Silva emocionada durante seu batismo. CRÉDITO: Ana Caroliny

Karla da Silva emocionada durante seu batismo.
CRÉDITO: Ana Caroliny

Para Maria da Graça da Silva, mãe das irmãs, o sentimento foi em dobro. “Foi uma felicidade muito grande ver minhas filhas sendo batizadas, era um momento que eu esperava. Me veio à cabeça enquanto vi minhas filhas no Altar, a lembrança de quando minha mãe me levou para me batizar. Agora pra gente é vida nova”, afirma.

“A liturgia desse domingo foi a palavra de quando Cristo ensina o Pai-Nosso. Nessa perspectiva tivemos o batizado de dez adultos, isso quer dizer que a equipe do batismo preparou eles para que pudesse dar o sim a Jesus e a sua missão”, destacou o Pe. André Melo, Administrador Paroquial da Paróquia de Sant’Ana Soledade II.