Santarém – São Tiago Menor

O Santarém faz parte do Setor II da Paróquia de Sant’Ana. Seu padroeiro, São Tiago Menor, é celebrado pela comunidade no mês de maio.

Igreja de São Tiago Menor no Santarém. CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Igreja de São Tiago Menor no Santarém.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Fundação: 04 de novembro de 1983

Padroeiro: São Tiago Menor

Festa litúrgica: 03 de maio

Articuladores: Maria de Fátima F. Bezerra

Endereço: Avenida Itapetinga, s/n, Conjunto Santarém. Potengi.

Grupos pastorais: Catequese, Canto Litúrgico, Dízimo, Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística, Liturgia, Coroinhas, Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo, Renovação Carismática Católica, Pastoral da Juventude, Acolhida, Legião de Maria e Intercessão.

Memória

A Igreja de São Tiago Menor, no conjunto Santarém, foi fundada em 4 de novembro de 1983, pelo Padre Tiago Theisen. Na época, a comunidade integrava a Paróquia de Santa Maria Mãe.

Padre Tiago conseguiu a doação do terreno, e trazendo recursos da Alemanha, ergueu um galpão o qual viria se tornar a capela tempos depois. Após erguido, a comunidade deu continuidade à construção com recursos adquiridos por meio de doações e eventos.

Em 1992, a Igreja de São Tiago Menor deixou de pertencer à Paróquia de Santa Maria Mãe e passou a ser comunidade pertencente à Paróquia de Sant’Ana, recém-criada na região.

São Tiago Menor

Imagem de São Tiago Menor do Santarém. CRÉDITO: Iago Cavalcanti.

Tiago, também conhecido como Santiago Menor, é referido pelos católicos romanos no Novo Testamento como um irmão do Apóstolo Judas e filho de Maria, esposa de Cléofas.

Conforme tradição da Igreja Católica, ele foi o primeiro bispo de Jerusalém e escreveu a epístola canônica de São Tiago, uma das epístolas do Novo Testamento.

Tiago também é mencionado quando a sua suposta mãe aparece em Mc 15, 40, tendo-lhe sido dado o codinome “o menor” ou “o mais jovem”.

Tiago, irmão de João, é conhecido como Tiago Maior e após a crucificação de Cristo, teria saído em direção à Península Ibérica na região da Galiza, para pregar o cristianismo. No entanto, poucos habitantes da região se teriam convertido. Não obtendo o resultado esperado Tiago teria voltado à Palestina.

No ano de 42 em Cesareia, Palestina, Tiago foi perseguido por ordem do rei Herodes Agripa I, que mandou prendê-lo, decapitá-lo e atirar os seus restos aos cães. Diz a lenda que esses restos foram recolhidos por dois dos seus discípulos, Atanásio e Teodoro, e levados secretamente para Espanha, local onde Tiago havia manifestado o desejo de ser enterrado.

FONTE: Canção Nova