Potengi – São Mateus

A comunidade do Potengi integra o Setor III da Paróquia de Sant’Ana Soledade II. A Festa de São Mateus, seu padroeiro, acontece em setembro.

Igreja de São Mateus no Potengi. CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Igreja de São Mateus no Potengi.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Fundação: 3 de maio de 1981

Padroeiro: São Mateus

Festa litúrgica: 21 de setembro

Articuladores: Ênio Wanderlei Souza e Gilvanilson Calixto Cavalcante

Endereço: Rua do Coqueiro, s/n, Conjunto Potengi. Potengi.

Grupos pastorais: Catequese, Canto Litúrgico, Dízimo, Adoradores Leigos Filhos de Sant’Ana, Liturgia, Coroinhas, Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo, Renovação Carismática Católica, Terço dos Homens, Pastoral da Esperança e Legião de Maria.

Memória

A comunidade que tem São Mateus como padroeiro na Paróquia de Sant’Ana Soledade II, o Potengi, foi fundado em 3 de maio de 1981 pelo Padre Tiago Theisen, então Pároco de Santa Maria Mãe na época.

A escolha de São Mateus como padroeiro do Potengi foi feita pelo próprio Pároco, Padre Tiago, que costumava pôr em suas capelas os nomes dos santos apóstolos.

Hoje o Potengi possui templo com iluminação em LED após passar por uma reforma que garantiu reduzir o consumo de energia e trouxe mais luminosidade ao interior da igreja.

São Mateus

Imagem de São Mateus do Potengi. CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Imagem de São Mateus do Potengi.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Segundo a tradição evangélica, Mateus, que antes de se converter era chamado de Levi, era um cobrador de impostos, não sendo bem visto pela sociedade e considerado pecador.

Certo dia, depois de falar ao povo, Cristo passou por Mateus, o olhou com firmeza e disse: “Segue-me”. Mateus imediatamente levantou-se, abandonou seu antigo ofício e mudou de vida ao seguir o chamado de Jesus.

Daquele dia em diante Mateus tornou-se um dos maiores seguidores e apóstolos de Cristo, acompanhando-o em todas as suas caminhadas e pregações pela Palestina.

Mateus marcou a virada de sua vida com um banquete que ofereceu aos amigos. Nele compareceu Jesus, alguns fariseus e outras classes dominantes. Diziam sobre Jesus: “Como é que vosso Mestre se senta à mesa com os pecadores?” Tais críticas mereceram as famosas palavras de Jesus Cristo: “Não são os saudáveis, mas sim os doentes, que necessitam do médico. Não vim a chamar os justos, senão os pecadores.”

Mais tarde Mateus sofreu maus tratos e foi hostilizado na Arábia e na Pérsia. Teve os olhos arrancados e foi colocado na prisão onde aguardaria sua execução. Na prisão, acorrentado, recebeu o milagre divino da restituição dos seus olhos e da sua libertação.

Fugiu para a Etiópia, onde pregou a doutrina cristã pela última vez. Foi repelido e encontrou forte oposição dos guias religiosos pagãos etíopes. Logo em seguida foi martirizado.

FONTE: Santuário de Aparecida.

Hino de São Mateus

Tu certo dia ouvistes o chamado de Jesus e seguiste / A trabalho pelo reino saíste.

REFRÃO: São Mateus é nosso padroeiro e nos protege com  amor verdadeiro / Tua imagem estamos a venerar e a Jesus amar e adorar.

Tu no evangelho falaste que aos irmãos perdoaste e amassem e a Jesus com amor se entregar.