Quinta-feira Santa e o legado deixado por Jesus Cristo

Celebramos nesta quinta-feira, 29, a Quinta-feira Santa. Neste dia Jesus, já tendo consciência de que sua vida estava perto do fim, agiu para deixar à humanidade o sinal da sua existência e presença.

Nas celebrações por todo o mundo, nós recordamos a última ceia realizada por Jesus com a Missa da Ceia do Senhor. Assim, vivemos exatamente aquilo que Cristo vivenciou ao, antes de ser entregue, oferecer seu corpo e sangue como o pão e vinho à Deus. O Senhor orientou os Apóstolos para que fizessem o mesmo aos seus sucessores, vindo gerar o rito que é realizado até hoje.

Durante a missa também é realizado o rito do Lava-Pés. Nele relembramos a ocasião na qual Jesus lavou os pés dos seus treze discípulos. Esse gesto mostra a igualdade e humildade de Cristo perante os homens exalta o real valor do serviço realizado com e por amor. Trata-se do amor real com o serviço concreto e não apenas de palavra, como definiu o Papa Francisco durante sua homilia em 2016.

“Também vós deveis lavar os pés uns dos outros”. (Jo 13,12-14)

No dia de hoje os católicos celebram o legado de Jesus. A reflexão das leituras realizadas durante a celebração nos remetem ao verdadeiro sentido da caridade. O ser cristão no pensar e no agir. Por isso celebramos também a instituição do sacramento da Eucaristia, onde nosso “sim” é renovado perante Deus.

A Quinta-feira Santa marca o fim da vida terrena de Cristo e o início de seu reinado nos céus. É o dia em que vivemos na plenitude a herança que Ele deixou para todos nós.

Foto: Pascom Sant’Ana.

Domingo de Ramos como marco de início da Semana Santa

O Domingo de Ramos representa o início da tão esperada Semana Santa, sendo celebrado no último domingo antes da Pácoa. Neste dia, recordamos a chegada de Jesus Cristo em Jerusalém, onde foi recebido com muita alegria e euforia pela população, que, tendo presenciado alguns dos milagres do homem, acreditavam que ele seria o Messias há muito anunciado pelos profetas.

Porém, Jesus não era o Messias tão esperado por aquele povo. Eles aguardavam a chegada de um homem que usaria seu poder para libertar Israel, que sofria constantemente nas mãos de tiranos romanos. Jesus veio sim libertar o povo, mas não do que eles imaginavam e desejavam.

Cristo veio para libertar o povo da raiz de todos os males mundanos: o pecado. Como prova de sua humildade, Jesus chegou na cidade como um homem qualquer. Montado em um jumentinho, o homem vestia roupas e sandálias simples, demonstrando, assim, sua pequenez diante do mundo.

Mesmo assim, o povo recebeu Jesus com grande festa, com gritos de saldação e ramos em suas mãos. Empunhar ramos durante a celebração deste dia se tornou uma tradição, como forma de recordar o momento vivido por Cristo e lembrando, também, que Ele está ao nosso lado nas batalhas que enfrentamos contra o pecado.

A Procissão de Ramos, que também se tornou tradição no mundo inteiro, simboliza nossa passagem neste mundo e serve para nos relembrar de que estamos nesse mundo apenas de passagem. Cristo foi exaltado e aclamado pela mesma população que mais tarde pediu sua execução. Mesmo tendo ciência de toda a dor e humilhação que passaria, Jesus se entregou aos planos de Deus, renunciando a si mesmo.

Assim, Jesus Cristo nos mostra a importância de nos tornarmos pequenos diante do mundo. De colocar como prioridade a vontade daquele que sabe de tudo. Ele é a prova viva daquilo que nós, cristãos, cremos e tanto almejamos: a salvação.

Foto: Reprodução/ Portal defatoonline.com

Comunidade de Nova República celebra a festa de São Sebastião

Neste sábado 20, a igreja católica comemora o dia de São Sebastião, padroeiro da comunidade de Nova República, que comemora sua festa desde quinta-feira, 18. Na ocasião, uma missa de abertura foi celebrada pelo Padre Marcelo Manoel, do Salesiano Dom Bosco. Os fiéis fizeram questão de marcar presença, lotando a igreja, que é localizada no Pajuçara, Zona Norte de Natal.

Diversas comunidades, pastorais e movimentos foram intencionadas durante as celebrações, atraindo pessoas de todas as comunidades ligadas à Matriz, a Paróquia de Sant’Anna.

A programação cultural ofereceu aos presentes uma noite animada, com a banda Perseverantes em Cristo. Um bingo também foi realizado no local, oferecendo aos sorteados diversos prêmios. Fiéis também vendem, em barracas distribuídas pelo local, alimentos e artigos religiosos, além de um bazar, que oferece roupas de baixo custo e ótima qualidade.

A igreja foi construída com muito suor dos moradores de Nova República, que ergueram aos poucos, tijolo por tijolo, sua tão adorada comunidade. Foi possível, através de doações e muito trabalho, que a tão sonhada capela surgisse. No ano de 2007, mesmo com o chão de terra batida, a primeira festa de São Sebastião foi realizada no local.

Com muito amor, seus fiéis fizeram história e hoje convidam a todos para celebrar juntos o tão esperado dia de seu padroeiro. A festa continua até este domingo, 21.

Segue abaixo a programação religiosa e cultural:

Festa de São Sebastião, comunidade de Nova República

  • Domingo, 21/01
    -16h 30m – Missa Solene de Encerramento (seguida pela procissão de São Sebastião) celebrada pelo Padre André
  • Comunidades Intencionadas: Todas as Comunidades
  • Pastorais Intencionadas: Todas as pastorais, Serviços e Movimentos
  • Programação Cultural:

– Barracas;
– Bingo;
– Bazar;
-Banda.